Nas últimas décadas, o mundo sofreu uma brutal transformação tecnológica. O trabalho, as viagens, a mídia, o transporte, a comunicação, o entretenimento, o acesso à saúde e até as compras. Tudo mudou – tanto que hoje podemos falar de um “espaço de trabalho digital”. Ou, simplesmente, Digital workplaces. Mas talvez nenhuma mudança tenha sido tão abrupta no espaço de trabalho quanto a imposição do distanciamento social trazido pela pandemia do coronavírus. 

Com o isolamento social, Digital Workplaces deixou de ser um diferencial de uma organização. Mais do que isso: ele se tornou quase uma questão de sobrevivência. No entanto, é hora de fazer um balanço. Como temos feito esta transformação e o que temos aprendido com esta experiência? Afinal, se os colaboradores começaram a trabalhar de forma remota no meio de março, já tivemos tempo suficiente para entender o que funciona ou não no novo contexto organizacional. Neste meio tempo, como a sua empresa se adaptou? O que deu certo e o que deu errado? Se o trabalho remoto veio para ficar, como torná-lo mais adequado e viável? E, se a sua empresa já voltou a trabalhar presencialmente, como Digital Workplaces pode ser útil? Confira no nosso artigo! 

O que é Digital Workplaces? 

Digital Workplaces é uma nova forma de pensar e organizar o trabalho. Estamos falando de um novo paradigma, com a criação de um ambiente virtual e conectado, onde comunicação, colaboração e produtividade caminham juntos e extrapolam as limitações do ambiente físico. São soluções desde as mais simples até as mais complexas. Por exemplo: um sistema para envio de notas fiscais e reembolsos. Ou a criação de uma rede de trabalho totalmente virtual e integrada.  

Para migrar – total ou parcialmente – para um Digital Workplaces, no entanto, é preciso conhecer a sua própria organização. Em poucas palavras, qual é o propósito dela? Aqui não estamos falando da missão da empresa. É uma questão mais ampla: é a essência do seu propósito. Neste contexto, o que o digital representa para você? E como o digital pode ajudá-lo a alcançar seus objetivos? 

Ao entender estas questões, é possível pensar um Digital Workplaces de acordo com as suas necessidades. Sem o improviso do início da pandemia. Isto é, de maneira a otimizar os processos de sua empresa e a performance de sua equipe. De quebra, ao conhecer e refletir sobre a organização, você pode identificar oportunidades de melhorias e pontos fortes para continuar investindo neles. 

Por que consolidar um Digital Workplaces? 

Engana-se quem pensa que o Digital Workplaces é só para quem trabalha com toda a equipe remota. Pelo contrário. Se a sua empresa voltou a trabalhar presencialmente ou se a volta ao escritório está nos planos, você também deve considerar espaços digitais para ela. 

Trabalhar remotamente deve ser tão simples quanto no escritório – e o contrário também é verdade. O acesso à informação e a facilitação de processos são questões importantes a todas as organizações hoje. E isso vale para empresas em geral, independentemente do seu porte ou regime de trabalho. Digitalizar processos e facilitar o acesso a documentos e informação traz agilidade, segurança e flexibilidade ao trabalho de todos. 

Dentre as principais vantagens de consolidar um Digital Workplaces, podemos destacar: 

  • Aumento de produtividade: o Digital Workplaces alia a flexibilidade à automatização de processos, deixando o trabalho mais simples, prático e organizado; 
  • Trabalho em equipe: ele permite a colaboração em tempo real, de maneira tão ou mais eficaz do que equipes que trabalham presencialmente; 
  • Armazenamento em nuvem: nada de perder arquivos ou de precisar ir ao escritório para copiar um documento. Ou, pior: correr o risco de perder um arquivo e todo o trabalho. Tudo está acessível o tempo todo; 
  • Gerenciamento fácil: o Digital workplaces permite o planejamento e gerenciamento de tarefas e equipes. 

Agora é a hora de refletir a fundo sobre estas questões. O ritmo de trabalho mudou com a pandemia. É tempo de organizar – profissionalizar – o que foi feito no improviso. É hora, ainda, de pensar e planejar o futuro da sua organização e a maneira que ela opera. 

Aqui na QDOIS, somos especialistas nisso e podemos ajudá-lo na sua jornada de transformação digital. Não sabe por onde começar? Comece por quem de fato executa o trabalho: seu colaborador. Ele deve estar no centro do processo e do Digital Workplaces. Já escrevemos sobre isso. Leia aqui!